Política

Lockdown: W.Dias afirma que se isolamento não for cumprido, adotará ‘linha mais dura’

— Para não ter lockdown, o fechamento total, a gente precisa do isolamento social — afirmou Wellington em entrevista à Rede Clube, na tarde desta quinta-feira (07/05).

Ele reforçou que a medida é a única que pode garantir uma condição “menos perigosa” para a população.

Ontem, o Piauí ultrapassou a marca de 1 mil casos de coronavírus. 35 pessoas morreram vítima da doença no estado.

— Se não seguir o isolamento, vamos ter que ir para uma linha mais dura. Torço para que a população colabore, que todos colaborem, para não precisar disso — pontuou.

O lockdown pode ser decretado pelo governador, a exemplo do que fez Camilo Santana (PT) na capital cearense, Fortaleza, ou mesmo determinado pela Justiça, como ocorreu em São Luís (MA).

Com o ‘fechamento total’, a circulação de pessoas só é possível com autorização por escrito do empregador – caso seja funcionário de algum serviço essencial – ou do poder público. Sair de casa, só para comprar comida ou medicamento. A tráfego de veículos é restrito e áreas onde há maior contaminação podem ser isoladas. Entradas e saídas da cidade também passam a ter restrição de acesso.

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Correio Piauiense estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do Portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Fechar